Skip to content

Permanência da Força Nacional no Rio é oficializada até março

0Comments

Permanência da Força Nacional no Rio é oficializada até março

☉ Jan 29, 2024
1 views
Spread the love

Foi publicada no Diário Oficial da União, desta segunda-feira (29), a autorização do Ministério da Justiça e Segurança Pública para a prorrogação do prazo de permanência da Força Nacional de Segurança Pública até 31 de março, no Rio de Janeiro. A medida foi anunciada pelo ministro Flávio Dino, pelas redes sociais.

“Por solicitação do governo do Rio, manteremos a Força Nacional de Segurança Pública lá atuando, até deliberação da nova equipe que será empossada no Ministério da Justiça”, publicou Dino, que deixará o cargo em fevereiro, para tomar posse como ministro do Supremo Tribunal Federal, enquanto Ricardo Lewandowski assumirá seu lugar na pasta da Justiça.

O texto do Diário Oficial determina que os agentes atuarão “nas atividades e nos serviços imprescindíveis à preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, em caráter episódico e planejado, por 60 dias” e complementa que a “operação terá o apoio logístico do órgão demandante [órgãos de segurança pública Federal e Estadual], que deverá dispor da infraestrutura necessária à Força Nacional de Segurança Pública.”

Cerca de 300 agentes da instituição atuam, desde outubro de 2023, com a Polícia Rodoviária Federal e as forças de segurança locais no patrulhamento das principais rodovias do estado, para bloqueio de rotas usadas no transporte de cargas e veículos roubados, além de drogas e armas. Quando a operação teve início, o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, afirmou que não haveria prazo para o fim das ações que visam desestruturar as ações e prender lideranças do crime organizado.

ebc
https://agenciabrasil.ebc.com.br

Flamengo derrota São Paulo e assume liderança do Brasileiro

Sesi Araraquara vence e assume a vice-liderança da LBF

Vereadores de SP aprovam 1ª votação da privatização da Sabesp

Colômbia propõe garantia de vida a quem perder eleição na Venezuela

Polícia diz que criança não foi ferida por bala da PM em Paraisópolis

Pecuarista pode ter de pagar mais de R$ 5 bilhões em multas ambientais

Pastor evangélico é indiciado por ofender religião de matriz africana


Geral