Skip to content

Justiça condena ex-presidente de conselhos a 26 anos de prisão

0Comments

Justiça condena ex-presidente de conselhos a 26 anos de prisão

☉ Apr 19, 2024
1 views
Spread the love

A Justiça condenou o ex-presidente do Conselho Regional de Enfermagem do Rio de Janeiro e do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) Gilberto Linhares Teixeira a 26 anos, 1 mês e 18 dias de reclusão, em regime fechado, por homicídio duplamente qualificado.

O julgamento foi realizado no II Tribunal do Júri da Capital e terminou nesta quinta-feira (18). O promotor de Justiça Fábio Vieira, responsável pela sustentação oral no júri, recorreu da sentença para aumentar a pena imputada ao réu.

Gilberto Teixeira foi denunciado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro como mandante do homicídio do casal de sindicalistas Edma Rodrigues Valadão e Marcos Otávio Valadão. O casal foi morto a tiros no início da manhã de 20 de setembro de 1999, quando saía de casa, no Engenho Novo, zona norte do Rio.

Na época do crime, Edma Rodrigues Valadão era presidente do Sindicato dos Enfermeiros do Rio de Janeiro e, Marcos Otávio Valadão, presidente da Associação Brasileira de Enfermagem.

De acordo com a denúncia do Ministério Público, Edma e Marcos Otávio  fizeram acusações de desvio de verbas, apropriação de bens do Cofen, contratações irregulares e falsificação de documentos durante a gestão de Gilberto à frente da entidade de classe.

ebc
https://agenciabrasil.ebc.com.br

“Decisão histórica”, diz Lula sobre reconhecimento do Estado Palestino

Chuvas já mataram 163 pessoas no Rio Grande do Sul

Ação contra exploração sexual infantil resulta em 115 presos em MG

Trabalhador de aplicativo: sem proteção social, mas contra a regulação

Concurso Unificado será em 18 de agosto, confirma Ministério da Gestão

Casos de síndrome respiratória atingem crianças de até 4 anos no Rio

Inmet divulga alerta de perigo para o sul do país


Últimas Notícias