Skip to content

Fundação Palmares certifica comunidade quilombola no Maranhão

0Comments

Fundação Palmares certifica comunidade quilombola no Maranhão

☉ Jan 30, 2024
2 views
Spread the love

A Comunidade Centro do Expedito, formada pelas comunidades Belém 1 e 2, no município maranhense de Codó, foram certificadas pela Fundação Cultural Palmares, conforme a audodefinição declarada, como remanescente de quilombo. A portaria com a medida foi publicada nesta terça-feira (30), no Diário Oficial da União.

Segundo a Fundação Palmares, a certificação é concedida aos “grupos étnico-raciais, segundo critérios de autoatribuição, com trajetória histórica própria, dotados de relações territoriais específicas, com presunção de ancestralidade negra relacionada com a resistência à opressão histórica sofrida”, conforme prevê o Decreto 4.887/2003.

O processo é feito por meio de um requerimento disponível no site da Fundação Palmares, que deve ser cadastrado junto com a ata da reunião ou assembleia que tratou da autodeclaração entre os integrantes da comunidade, a lista de assinatura dos participantes e um relato sobre a história do grupo.

O reconhecimento garante o acesso dos integrantes da comunidade quilombola às políticas públicas destinadas à população que resistiu ao regime escravocrata no país. O documento possibilita, inclusive, que as famílias reivindiquem o direito ao uso da terra junto ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

Esse direito permite que as tradições culturais associadas às terras onde vivem sejam mantidas. Por isso, a fundação disponibiliza também uma ferramenta de proteção territorial quilombola, para denúncia de invasões, perturbações ou ameaça, disponível no site do órgão.

Cartilhas com instruções sobre como denunciar e com informações sobre os direitos dos povos tradicionais de matriz africana também podem ser acessadas por membros das comunidades.

 

ebc
https://agenciabrasil.ebc.com.br

Fiocruz: internações por gripe e vírus sincicial aumentam no país

Alexandre de Moraes diz que soberania brasileira está sob ataque

PGR recorre para manter contraventor Rogério Andrade com tornozeleira

Município do Rio e TSE lançam pedra fundamental do Museu da Democracia

DPU quer indenização de R$ 1 bilhão da X por danos à democracia

Bilionário mexicano elogia economia brasileira e anuncia investimentos

Justiça condena ex-presidente de conselhos a 26 anos de prisão


Direitos Humanos