Skip to content

China critica felicitações das Filipinas para eleição em Taiwan

0Comments

China critica felicitações das Filipinas para eleição em Taiwan

☉ Jan 17, 2024
2 views
Spread the love

17 de janeiro de 2024

 

A China convocou o embaixador das Filipinas na terça-feira para protestar oficialmente contra a mensagem de felicitações do presidente Ferdinand Marcos ao recém-eleito presidente de Taiwan.

Em uma postagem no X, site de mídia social anteriormente conhecido como Twitter, o presidente Marcos parabenizou Lai Ching-te, o candidato do Partido Democrático Progressista, no poder de Taiwan, por sua eleição no último sábado, e disse que espera uma “colaboração estreita” com ele.

O partido é há muito tempo um defensor da independência de Taiwan, resistindo às reivindicações de soberania de Pequim sobre a ilha.

Falando aos repórteres em Pequim, a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Mao Ning, disse que a declaração do presidente Marcos era uma “grave violação” do compromisso das Filipinas com o “princípio de uma só China” e “uma interferência grosseira nos assuntos internos da China”.

Mao Ning alertou as Filipinas “para não brincarem com fogo na questão de Taiwan” e para pararem de enviar “sinais errados”. Ela também incentivou Marcos a ler mais para que ele possa entender adequadamente o assunto e chegar às “conclusões corretas”.

Taiwan tem um governo autônomo desde 1949, quando as forças nacionalistas de Chiang Kai-shek foram expulsas do continente por Mao Zedong e se estabeleceram na ilha.

 

news-wiki
https://news.wiki.br/

Praias brasileiras estão altamente poluídas por microplástico, indicam primeiros resultados de estudo

Maratona de Londres deve acontecer sob tempo bom

Nova técnica pode produzir embriões com genes de dois homens a partir de óvulo feminino

Diretor da CIA: Ucrânia pode perder a guerra contra a Rússia sem a ajuda dos EUA

Israel realiza ataque aéreo no Irã

Políticos europeus de direita apelam à “preservação do Estado-nação na Europa” e ao fim da ajuda à Ucrânia

Chefe militar queniano morto em acidente de helicóptero, diz presidente


Wall