Skip to content

Super Bowl 2024: Chiefs vencem, Travis Kelce e Taylor Swift comemoram com beijo

12 de fevereiro de 2024

 

O Kansas City Chiefs venceu o San Francisco 49ers por 25 a 22 na prorrogação neste domingo, em Las Vegas, conquistando assim o título da NFL pela segunda vez consecutiva.

Chiefs se juntam a apenas seis times que conseguiram vencer a grande decisão da NFL de forma consecutiva, algo que não acontecia desde 2003-04 e 2004-05, pelo New England Patriots. Este foi o terceiro título de Kansas City nos últimos cinco anos e o quarto Super Bowl na história do clube.

Quem também chamou atenção foi o casal Travis Kelce e Taylor Swift. A cantora chegou ao estádio duas horas antes do jogo começar. Swift encontrou a família do namorado, incluindo os sogros e o cunhado Jason Kelce, no camarote reservado para eles. O jogo foi disputado e a artista chegou a ser flagrada roendo as unhas de tamanho nervosismo.

Ao final da partida, Swift desceu ao gramado para aplaudir o namorado. Kelce foi ao encontro dela para um beijo e um longo abraço que foi capturado por um mar de câmeras.

Taylor Swift

Travis Kelce

 
 
 

WTA de Abu Dhabi: Bia Haddad e Luisa Stefani vencem estreia de duplas

Pela primeira vez juntas em um torneio WTA (Associação de Tênis Feminino, na sigla em inglês), as paulistanas Beatriz Haddad e Luisa Stefani garantiram presença nas quartas de final em Abu Dhabi (Emirados Árabes Unidos), com vitória de virada nesta terça-feira na estreia da chave de duplas. Após perderem o primeiro set por 6/2 para a parceira da cazaque Anna Danilina com a ucraniana Nadiia Kichenok, a dupla100% brasielira retomou o controle do jogo: levou a melhor na segunda parcial por 7/5 e também o tie-break (set decisivo) por 10/6. Cotadas para representar o país na Olimpíada de Paris, Bia e Luísa voltam à quadra na próxima sexta (9) contra as norte-americanas Desirae Krawczykt e Caroline Dolehide.

DUPLA BRASILEIRA VENCE NA ESTREIA! 🎾

Beatriz Haddad Maia e Luisa Stefani 🇧🇷 vencem na estreia das duplas e avançam às oitavas de final do WTA 500 de Abu Dhabi 🇦🇪

Vitória sobre Anna Danilina 🇰🇿 e Nadiya Kichenok 🇺🇦 por 2 sets a 1 (2/6, 7/5 e 10/6)

Grande virada! 💚💛

📸:… pic.twitter.com/S0DX8pSau5

— Time Brasil (@timebrasil) February 6, 2024

“Boa estreia, ótima vitória. Primeiro set com condições difíceis, Danilina jogando muito bem, impuseram o jogo delas o tempo todo. Mas a partir do segundo set sacamos melhor, tomamos conta dos nossos games de saque e no final aproveitamos a oportunidade de quebrar. No match tie-break foi nosso melhor momento do jogo. Ótima vitória para sair assim, ir nos conhecendo, nos entendendo em quadra também e muito boa energia. Foi um ótimo começo”, comemorou Stefani, que defende o bicampeonato no no WTA de Abu Dhabi– no ano passado ela faturou o título de duplas ao lado da chinesa Shuai Zhang.

Na chave de simples, Bia Haddad volta a competir às 7h45 (horário de Brasília) desta quarta (7). A brasileira, atua número 13 do mundo), encara a polonesa Magda Linette (37ª) pelas oitavas de final. Na estreia na segunda (5), a paulistana de 27 anos derrotou a chinesa Xiyu Wang (60ª) por 2 sets a 0. 

Paris 2024 é logo ali

Medalhista ao lado de Luisa Stefani na Olimpíada de Tóquio, Laura Pigossi foi a primeira brasileira a garantir presença em Paris 2024 – ela faturou a vaga ao se classificar à final na chave de simples dos Jogos Pan-Americanos de Santiago (Chile) no ano passado.

Ao todo serão 64 tenistas de cada gênero (feminino e masculino) na chave de simples nos Jogos de Paris. Desse total, 56 vagas serão definidas pelos rankings mundiais masculino (ATP) e feminino (WTA), cujo prazo final para pontuação será em 10 de julho. Cada país poderá ter no máximo quatro atletas. As demais vagas serão distribuídas pela Federação Internacional de Tênis (ITF).

No torneio de duplas haverá 32 de cada gênero, sendo o máximo de duas por país. A classificação nos rankings da ATP e WTA é assegurada para os 10 primeiros colocados, com a condição do parceiro do próprio país estar os 300 colocados no ranking (simples ou duplas).

Scooby e Chumbinho vencem competição de ondas gigantes em Nazaré

O surfe subiu ao topo do pódio em Nazaré (Portugal) com Pedro Scooby e Lucas Chianca, o Chumbinho, que venceram a quarta edição do Desafio de Ondas Gigantes (Big Wave Challenge), competição internacional organizada pela Liga Mundial de Surfe (WSL). Nesta segunda-feira (22), a dupla foi a melhor entre outras oito equipes, cada uma com dois atletas. Os brasileiros somaram 41.16 pontos, mais de quatro de vantagem sobre os segundos-colocados, os parceiros Nic von Rupp (Portugal)  e Clement Roseyro (França), que somaram 37.81. A Praia do Norte, no litoral português, é conhecida por ondas que atingem até 30 metros de altura durante o inverno europeu. Hoje, no entanto, os paredões foram de, aproximadamente, 10 metros.

Pode avisar que o CHUMBO chegou! 🔥😎 #WSLBrasil pic.twitter.com/qojVDKEEM1

— WSL Brasil 🇧🇷 (@WSLBrasil) January 22, 2024

Nascido em Saquarema (RJ), Chumbinho surfou a melhor onda da competição:cravou nota 7.83. Além do título, ele ganhou o prêmio de melhor performance individual masculina, ao somar 23.33 pontos. Entre as mulheres, a carioca Maya Gabeira (14.00) superou a franco- brasileira Michelle Des Bouillons (9.83) e também levantou o troféu pelo melhor desempenho feminino no Big Wave Challenge.

Melhor performance individual no feminino foi dela: Maya Gabeira! 🏆🏄‍♀️🇧🇷

Tudor Nazaré #BigWaveChallenge 2024 | #WSLBrasil pic.twitter.com/ZoKBoQMP54

— WSL Brasil 🇧🇷 (@WSLBrasil) January 22, 2024

A competição teve duas sessões de três baterias, sendo cada uma com participação de três duplas. O título de melhor equipe ficou com a dupla que somou o maior número de pontos nas notas individuais. Já troféu de melhor desempenho individual levou em conta a nota mais alta de cada participante (valendo dois), somada à segunda melhor nota (valendo um). 

Scooby e Lucas Chumbo vencem competição de ondas gigantes em Nazaré

O surfe subiu ao topo do pódio em Nazaré (Portugal) com Pedro Scooby e Lucas Chianca, o Chumbo, que venceram a quarta edição do Desafio de Ondas Gigantes (Big Wave Challenge), competição internacional organizada pela Liga Mundial de Surfe (WSL). Nesta segunda-feira (22), a dupla foi a melhor entre outras oito equipes, cada uma com dois atletas. Os brasileiros somaram 41.16 pontos, mais de quatro de vantagem sobre os segundos-colocados, os parceiros Nic von Rupp (Portugal)  e Clement Roseyro (França), que somaram 37.81. A Praia do Norte, no litoral português, é conhecida por ondas que atingem até 30 metros de altura durante o inverno europeu. Hoje, no entanto, os paredões foram de, aproximadamente, 10 metros.

Pode avisar que o CHUMBO chegou! 🔥😎 #WSLBrasil pic.twitter.com/qojVDKEEM1

— WSL Brasil 🇧🇷 (@WSLBrasil) January 22, 2024

Nascido em Saquarema (RJ), Chumbinho surfou a melhor onda da competição:cravou nota 7.83. Além do título, ele ganhou o prêmio de melhor performance individual masculina, ao somar 23.33 pontos. Entre as mulheres, a carioca Maya Gabeira (14.00) superou a franco- brasileira Michelle Des Bouillons (9.83) e também levantou o troféu pelo melhor desempenho feminino no Big Wave Challenge.

Melhor performance individual no feminino foi dela: Maya Gabeira! 🏆🏄‍♀️🇧🇷

Tudor Nazaré #BigWaveChallenge 2024 | #WSLBrasil pic.twitter.com/ZoKBoQMP54

— WSL Brasil 🇧🇷 (@WSLBrasil) January 22, 2024

A competição teve duas sessões de três baterias, sendo cada uma com participação de três duplas. O título de melhor equipe ficou com a dupla que somou o maior número de pontos nas notas individuais. Já troféu de melhor desempenho individual levou em conta a nota mais alta de cada participante (valendo dois), somada à segunda melhor nota (valendo um). 

* Texto atualizado às 14h10 do dia 24/01/2024 para correção do título: o vencedor foi Lucas Chumbo, e não Chumbinho como constava inicialmente. Chumbinho é o apelido de João Chicana, irmão de Lucas.